Estádio do Barradão-BA


Com o resultado desta quarta-feira, 19, o Grêmio chegou aos 31 pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Enquanto o Corinthians, com o empate em 0 a 0 diante do Avaí na Ressacada, totaliza 37. Já o Vitória numa situação bem delicada, somando 12 está à frente apenas do Atlético-GO, que tem 8 e o lanterna da competição.

O Grêmio de Renato Gaúcho não encontrou dificuldade para vencer o Vitória de Alexandre Gallo por 3 a 1, no Barradão. Com o resultado super favorável, a equipe gaúcha conquistou a sua terceira vitória consecutiva no Campeonato Brasileiro.

Desde os primeiros minutos que o time gaúcho demonstrou superior ao time da casa, que ainda, procurou abrandar o nervosismo do torcedor, propondo mostrar-se determinado a não fazer feio. No entanto, não foi o bastante, o Grêmio mesmo sob pressão, inaugurou o marcador aos sete minutos, quando Fernandinho de falta, estufou a rede do gol defendido por Fernando Miguel.

A vantagem no marcador fez o Grêmio, em situação muito melhor na tabela, ganhar ainda mais confiança em Salvador. O time de Renato Gaúcho não encontrava problemas para dominar as ações, enquanto o de Alexandre Gallo precisava apelar a chutes de longa distância, principalmente através de Uillian Correia.

Com esse cenário, o Grêmio ampliou o placar ainda no primeiro tempo. Aos 43, em jogada bem trabalhada por Maicon, Pedro Rocha e Fernandinho, Arthur recebeu a bola dentro da área e teve tranquilidade para finalizar para o gol.

A paciência da torcida do Vitória, então, esgotou-se. A equipe de Gallo passou a ser vaiada antes mesmo do intervalo – Caíque Sá era o único preservado da revolta do público. Para amenizar a situação, o técnico recorreu à entrada de David no lugar de René no segundo tempo. Mais tarde, Yago substituiu o hostilizado Cleiton Xavier.

O Vitória até conseguiu mudar também o marcador, aos 12 minutos. David, a aposta de Gallo, aproveitou desvio pelo alto em cobrança de escanteio e cabeceou para descontar no Barradão, reanimando parte da torcida rubro-negra.

As esperanças de reação, contudo, duraram pouco. Aos 17, Ramiro recebeu cruzamento da esquerda de Everton, que acabara de ocupar o posto de Barrios, e soltou o pé da entrada. Mandou a bola no ângulo.

Gallo gastou a sua última ficha com Patric, substituto de Caíque Sá. Renato Gaúcho trocou Maicon por Jailson e depois Pedro Rocha por Marcelo Oliveira. Àquela altura, no entanto, o Grêmio só administrava o resultado positivo. Mesmo no campo de ataque, o abatido Vitória não tinha forças nem criatividade para alcançar ao menos ao segundo gol.

O Grêmio voltará a campo na segunda-feira, 24, para enfrentar o São Paulo no Morumbi, que tenta escapar da zona de rebaixamento. No sábado, 22, o Vitória estará novamente no Barradão para jogar contra a Chapecoense.

FICHA TÉCNICA:

Vitória 1 X 3 Grêmio

VITÓRIA: Fernando Miguel; Caíque Sá (Patric), Kanu, Alan Costa e Geferson; Uillian Correia, René (David), Cleiton Xavier (Yago) e Carlos Eduardo; Tréllez e André Lima
Técnico: Alexandre Gallo

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannermann e Bruno Cortez; Maicon (Jailson), Arthur e Ramiro; Fernandinho, Barrios (Everton) e Pedro Rocha (Marcelo Oliveira)
Técnico: Renato Gaúcho

Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Data: 19 de julho de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez (BA)
Assistentes: Clóvis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)

Cartões amarelos: René, David e Tréllez (Vitória); Kannerman e Barrios (Grêmio)

Gols:

Grêmio: Fernandinho, aos 7, e Arthur, aos 43 minutos do primeiro tempo; Ramiro, aos 17 minutos do segundo tempo; Vitória: David, aos 12 minutos do segundo tempo

 

Fonte: Gazeta Esportiva/Globo.com.
Fotos: Internet
Vídeo: YouTube

 

 


Mais Esportes >

Leia Também

PUBLICIDADE