Goianão Sub 17 da 1ª Divisão
virgula Depois da derrota para o Campinas, o nosso time soube assimilar a necessidade de mudar a situação. Técnico Tiago Gomes virgula


O Galera Esportiva de olho no Goianão Sub 17 da 1ª Divisão: O jogo contra o Campinas, sábado, dia 26 de maio, às 15h30, o Sub 17 do São Luiz, jogando na casa do seu oponente, enfrentou dois adversários perigosos e imprevisíveis. O time da casa jogava diante da sua torcida e, em um gramado sintético, no qual estava bem adaptado. Ao contrário do São Luiz que enfrentou uma situação atípica à sua realidade. Acostumado a jogar em gramado natural, teve que jogar num piso artificial, muito duro e desfavorável a prática do futebol envolvente que se tornou sua marca de vitórias.

O Campinas bem adaptado às suas condições partiu para o tudo ou nada, porque precisava da vitória a qualquer custo para se manter na competição. Sem grandes dificuldades ambientais aproveitou bem as oportunidades, já que tudo conspirava a seu favor: gramado sintético, torcida e motivação. 

No primeiro tempo, o camisa 10, recebeu um passe de fora da área, até então sem grandes consequências. Para surpresa de todos, ele fuzilou um tirambaço certeiro no canto do gol defendido pelo goleiro Vitor Emanuel e conseguiu abrir o marcador fazendo 1 a 0. 

Quando a bola voltou a rolar no segundo tempo, o São Luiz com uma proposta mais ofensiva, contando com a habilidade dos seus jogadores, reverteu a situação e mudou o ritmo do jogo no primeiro momento. Entretanto, ainda assim, o Campinas jogando em casa e bem adaptado às condições propícias de jogo a seu favor, conseguiu fazer mais dois gols de bola parada. O primeiro através de uma cabeçada indefensável e, o segundo a bola no bate e rebate acabou sobrando para o atacante que concluiu em gol. Campinas 3 a 1. 

O quarto gol surgiu de uma jogada individual, quando o meio-campo do São Luiz, numa jogada infeliz perdeu a bola para o atacante, que invadiu no contra-ataque conseguiu converter em gol. Resultado final, 4 a 1.

O único gol do São Luiz nesta partida, aconteceu aos 20 minutos do segundo tempo, quando Félix, camisa 17, recebeu um passe bem oportuno, dominou com categoria, escapou do zagueiro e meteu para o fundo do barbante do gol defendido pelo goleiro do Campinas.

“O saldo positivo desse jogo, é que, o nosso time perdeu no momento em que não ficou totalmente prejudicado em relação a nossa vantagem na tabela. Continuamos na liderança e aprendemos com o resultado”, justifica o treinador Tiago Gomes. 

No jogo seguinte contra o Anápolis, desta vez jogando no Estádio Jutair Neto, na quarta-feira, dia 31 de maio, às 15h30, o São Luiz entrou em campo com a mesma formação, só que, em um gramado de verdade. O time mais à vontade, diante da sua torcida que o incentivava o tempo todo, adotou uma postura ofensiva e decisiva em campo. 

Criando boas jogadas, o Galinho da Montanha conseguiu neutralizar o time adversário, que vieram com o propósito do tudo ou nada. Mesmo com a infelicidade de ter sofrido o primeiro gol ainda na etapa inicial, o time montebelense foi superior técnica e taticamente, além de melhor preparo físico, se impôs e conquistou uma goleada de 4 a 1.

“O resultado não foi o que deveria, porque poderíamos ter feito uma goleada maior, talvez de 9 ou 8 a 1 tranquilamente. Mas fiquei satisfeito com a postura em campo. Depois da derrota para o Campinas, o nosso time soube assimilar a necessidade de mudar a situação. E, continuamos líder geral no campeonato”, ressalta Tiago Gomes.

Para Tiago Gomes, foi muito bom ver o Pará fazer gol; o Félix jogando um bom futebol, também deixou o seu; e o David voltar a ser titular e registrar o seu gol no placar. O treinador considerou o crescimento psicológico da equipe expressivo, com belas criações de jogadas desde a defesa ao ataque. “O time voltou a impor sua qualidade e mostrar porque está na liderança isolada do campeonato”, diz Tiago.

O jogo na última terça-feira, 6, às 15h30 contra o Vila Nova, no seu próprio território, o São Luiz foi surpreendido pelo Vila Nova que conseguiu abrir o placar, através de 2 gols de bolas paradas no primeiro tempo e o outro no início do segundo tempo. Mesmo com a derrota por 3 a 2, Pedro e Raul conseguiram marcar e minimizar o saldo de gols negativos para a equipe visitante. 

Para tranquilidade do time montebelense, o São Luiz, líder na competição, com 29 pontos, 1 na frente do segundo Atlético-GO, se classificou para as semifinais, enquanto o Vila Nova ficou na última colocação.

 “Esse último jogo da classificação foi bom, porque pudemos ver o time do Vila Nova jogar. Até então, nós desconhecíamos o seu estilo de jogo, não sabíamos os seus pontos fortes e os vulneráveis”, avalia o treinador.

No sábado, 10, às 15h, a garotada do São Luiz, enfrentou novamente o Vila Nova agora, jogando a primeira partida pelas semifinais do Campeonato Goiano Sub 17 da Primeira Divisão. Jogando no Ôba, sua própria casa, o Tigrão não conseguiu impedir a vitória por 2 a 1.

O Galinho após ter praticamente dominado a partida durante o tempo regulamentar, com toques rápidos e eficientes triangulações, determinou o rítimo causando preocupações à defeza alvirrubra do time goianiense. Sem dar trégua a equipe montebelense apresentou um futebol forte, disciplinado, conseguiu marcar dois gols e vencer o adversário no seu próprio QG.

Todavia, no segundo tempo o Tigrão da Vila, com a proposta de bolas aéreas alçadas na área, deparou com um adversário bem orientado pelo seu treinador, o qual manteve o seu time bem postado, impedindo qualquer reação que convertesse em gol. Mesmo com a defesa blindada, aos 43 minutos da etapa final o Vila ainda conseguiu sair do zero, fazendo o seu único gol na partida.

Na opinião de vários torcedores, o resultado poderia ter sido melhor para a garotada do São Luiz. Não fosse a arbitragem ter deixado de marcar e até punido com expulsão alguns jogadores do Vila pelas suas condutas maldosas de antijogo. Tanto é que, pelo scout eles fizeram 18 faltas, enquanto o time visitante cometeu apenas 5.  

O jogador Baltazar, número 8 do Vila, por exemplo, já havia recebido o cartão amarelo em outras jogadas, devido as suas entradas violentas, as quais poderiam  ter resultado na sua expulsão. O juiz fazendo vista grossa resolveu deixar o jogo rolar solto, não punindo o jogador como deveria.

Para o próximo jogo que será realizado no Jutair Neto, sábado, 17, às 15h, o Galinho não poderá contar com o lateral direito Danilo, que está suspenso com 3 cartões. “O time está muito bem, temos jogador em condições de substituí-lo. Podemos até perder por um gol de diferença que conseguimos chegar à final”, enfatiza o treinador Tiago Gomes. 

Relação dos atletas convocados do São Luiz F. C., para o jogo de sábado, 17, às 15h, contra o Vila Nova no Estádio Jutair Neto, pelas semifinais do Goianão Sub 17: Vitor, Coxinha, David, Feio, Dênerson, Eduardo Figueredo, Real, Pato, Pará, Raul, Eduardinho, Deti, Juan, Pedro, Gabriel, Aguinaldo, Maia e Indinho.


Daniel (Totinha), Téc. Tiago Gomes Borges, Caio Gabriel e Douglas.


 


Mais Esportes >

Leia Também

PUBLICIDADE