Estádio Nilton Santos-RJ


Em partida realizada nesta quarta-feira, 13, às 21h45, no Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro, Botafogo e Grêmio terminam empatados em 0 a 0, e o jogo de volta será em Porto Alegre, quando as duas equipes voltam a se enfrentar num duelo de titãs. Para o Botafogo um empate com gols é o suficiente para disputar as semifinais da Libertadores. Enquanto o Grêmio precisará de uma vitória simples. E, em caso de empate, a decisão será nos pênaltis.

No confronte desta quarta-feira, o Botafogo procurou mais a vitória, imponto um futebol forte e agressivo. Mas não foi suficientemente competente para armar e criar jogadas que comprometesse a zaga do tricolor gaúcho. O Grêmio, por sua vez, manteve mais a posse de bola, mas também não conseguiu superar a compacta defesa do time carioca.

Logo nos minutos iniciais da partida o Botafogo partiu para o ataque, mas o Grêmio mostrava que não estava disposto a ficar apenas na defesa. Aos seis minutos, o alvinegro chegou pela primeira vez com perigo, mas a zaga gremista conseguiu bloquear o cruzamento de Pimpão. Logo depois, Rodrigo Pimpão fez boa jogada pela esquerda, mas Edilson impediu a conclusão de Matheus Fernandes.

O Grêmio aos 8 minutos numa boa jogada de Fernandinho deixou Arnaldo para trás e chutou cruzado assustando o goleiro Gatito Fernández. Aos 15 minutos, Fernandinho novamente voltou a tentar o chute, mas a bola passou longe do gol.

Aos 17 minutos, Matheus Fernandes foi derrubado no lado direito da grande área. Léo Valencia levantou na área, mas a defesa gaúcha bloqueou o lançamento.

O Grêmio ficava mais tempo com a bola, enquanto o Botafogo tentava acelerar o ritmo para tentar surpreender a zaga do adversário. Aos 21 minutos, Arthur errou na saída de bola e o time carioca contra-atacou em velocidade. Léo Valencia tocou para Rodrigo Pimpão que cruzou para Matheus Fernandes que, livre na área, cabeceou muito mal, desperdiçando a primeira oportunidade real de gol.

O Tricolor gaúcho respondeu com ótima jogada de Fernandinho que driblou Arnaldo e cruzou para Barrios, mas Joel Carli. Logo depois, Arthur foi derrubado na entrada da área por Arnaldo, mas o árbitro nada marcou.

Aos 30 minutos, o Botafogo criou a sua melhor chance. Gilson cruzou da esquerda e Bruno Silva se antecipou à marcação de Cortez para desviar de pé direito. A bola passou muito perto da trave esquerda.

O time dirigido por Renato Gaúcho quase marcou aos 35 minutos. Igor Rabelo falhou ao tentar dominar a bola e Arthur se livrou de dois marcadores e bateu no canto, mas Gatito Fernández fez grande defesa, espalmando para escanteio.

O jogo seguia muito truncado e os dois times se queixavam muito da atuação do árbitro venezuelano que não conseguia coibir as jogadas mais ríspidas por parte das duas equipes e mostrava muita hesitação ao interpretar os lances.

Os dois times voltaram sem alterações para o segundo tempo. E logo aos dois minutos, Edilson derrubou Gilson que entrava livre na área, mas a arbitragem nada marcou, provocando revolta nos jogadores e torcedores alvinegros. Aos cinco, Léo Valencia recebeu lançamento longo pela esquerda e bateu de primeira, mas a bola saiu.

Aos dez minutos, o atacante Lucas Barrios que já vinha mostrando dificuldades para prosseguir na partida, acabou pedindo substituição. Everton entrou no ataque gremista. Aos 17 minutos, Cortez se livrou de Arnaldo e cruzou para defesa fácil de Gatito Fernández. Um minuto depois, o Botafogo quase marcou. Pimpão lançou Gilson pela esquerda. O lateral cruzou e Cortez falhou ao tentar cortar e deixou a bola com Roger. O atacante matou no peito e mandou a bomba, mas a bola desviou em Bressan e saiu para escanteio.

A partida seguiu muito equilibrada, mas sem grandes momentos de emoção. Marcos Vinicius e Guilherme entraram para tentar dar força ao ataque alvinegro que não conseguia mais chegar na área gremista.

Aos 33 minutos, Léo Moura cruzou e Everton bateu de voleio e Joel Carli, de cabeça, salvou na linha de gol, quando Gatito Fernández já estava batido. O Botafogo respondeu com um chute cruzado de Roger que levou perigo, mas saiu.

FICHA TÉCNICA

Botafogo 0 X 0 Grêmio

Botafogo: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Gilson; Bruno Silva, Matheus Fernandes, Léo Valencia(Marcos Vinicius) e João Paulo(Rodrigo Lindoso); Rodrigo Pimpão(Guilherme) e Roger
Técnico: Jair Ventura

Grêmio: Marcelo Grohe, Edílson, Bressanl, Kannemann e Cortez; Arthur, Jailson, Ramiro, Leonardo Moura (Thyere) e Fernandinho; Lucas Barrios (Everton)
Técnico: Renato Gaúcho

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de setembro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: José Argote, da Venezuela
Assistentes: Luis Murillo e Carlos López, também da Venezuela
Cartões amarelos: Rodrigo Pimpão, Matheus Fernandes (Bota)
Público: 33.255 pagantes

 

Fonte: Gazeta Esportiva
Fotos: Internet
Vídeo: YouTube

 


Mais Esportes >

Leia Também

PUBLICIDADE