Estádio do Mineirão-BH


Em jogo realizado neste domingo, 9, às 16h, no Mineirão, em Belo Horizonte, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Cruzeiro jogando um futebol ofensivo, venceu por 3 a 1 o Palmeiras numa partida emocionante, principalmente para o torcedor mineiro que viu o seu time subir na competição, com 17 pontos e conquistar a sexta colocação no Brasileirão e, ainda, ficar de olho na classificação para a Libertadores.

O Palmeiras na etapa inicial apresentando um futebol tímido, poucas vezes chegou a criar oportunidade de gol. A única foi por meio de uma cobrança de falta efetuada por Bruno Henrique, quando o atacante Roger Guedes e o zagueiro Mina disputaram a bola pelo alto, no confronto individual, os jogadores palmeirenses pediram pênaltis, mas o árbitro Péricles Bassols não considerou.

O Cruzeiro abriu o marcador aos 31 minutos do primeiro tempo, quando Thiago Neves recebeu de Alisson na entrada da área, avançou pela esquerda pressionado por Luan, finalizou de carrinho para marcar um golaço. O goleiro Fernando Prass chegou a sair, mas caiu antes e não conseguiu defender.

Quatro minutos antes do final do tempo regulamentar, o Cruzeiro aumentou sua vantagem. Lucas Romero recebeu na intermediária pela direita e, sem ser incomodado por Egídio, bateu. Hudson desviou de cabeça e Prass não teve reflexo para evitar o gol.

No intervalo, Cuca trocou Mayke pelo atacante Keno e passou a jogar com Tchê Tchê na lateral direita. O Palmeiras ganhou em qualidade técnica, e partiu pra cima do Cruzeiro. Aos 16 minutos, os paulistas diminuíram o placar, com uma jogada criada justamente pela direita. Roger Guedes cruzou na medida para Willian cabecear e vencer Fábio.

O Palmeiras continuou pressionando em busca do empate, enquanto o Cruzeiro vivia de contra-ataques. Os lances de perigo e a emoção persistiram até o final. Para infelicidade do palmeirense, quando o seu time mais atacava, o Cruzeiro marcou o terceiro, aos 46, através Élber que havia acabado de entrar.

Com o Palmeiras dominando as ações no segundo tempo, o técnico Mano Menezes trocou Rafael Sóbis por Sassá e viu o atacante cabecear para boa defesa de Prass logo depois de entrar. O palmeirense Cuca, por sua vez, tirou Zé Roberto e Egídio para colocar Raphael Veiga e Michel Bastos, respectivamente.

Com Keno e Michel Bastos posicionados pelo lado esquerdo, o Palmeiras procurou o empate pela ala, mas não conseguiu criar novas chances de gol. Colocado no lugar de Thiago Neves, Élber recebeu pela direita já nos acréscimos, invadiu a área e bateu em cima de Fernando Prass. Ele mesmo pegou o rebote e fechou o placar.

Com gols de Thiago Neves, Hudson e Élber, o Cruzeiro chegou aos 17 pontos e assumiu o sexto lugar. Coritiba (16) e Sport (15) duelam nesta segunda-feira. O Palmeiras, com os mesmos 19 pontos, cai para a quinta posição e vê a distância em relação ao líder Corinthians aumentar para 13 pontos.

Os dois clubes voltam a campo para disputar a 13ª rodada do Campeonato Brasileiro às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira. No Estádio Palestra Itália, o Palmeiras protagoniza o maior clássico paulista contra o Corinthians. Já o Cruzeiro pega o Atlético-PR, na Arena da Baixada.


 
FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 a 1 PALMEIRAS

Cruzeiro: Fábio, Lucas Romero, Leo, Murilo Cerqueira e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Lucas Silva), Ariel Cabral e Thiago Neves (Élber); Alisson e Rafael Sóbis (Sassá)
Técnico: Mano Menezes
Gols do Cruzeiro: Thiago Neves, aos 31 minutos do 1º Tempo, Hudson, aos 41 minutos do 1º Tempo, e Élber, aos 46 minutos do 2º Tempo.

Palmeiras: Fernando Prass; Mayke (Keno), Mina, Luan e Egídio (Michel Bastos); Bruno Henrique e Tchê Tchê; Roger Guedes, Zé Roberto (Raphael Veiga) e Dudu; Willian
Técnico: Cuca
Gol do Palmeiras: Willian, aos 16 minutos do 2º Tempo.

Data: 9 de julho de 2017, domingo
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Péricles Bassols Pegado Cortez
Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Cléberson do Nascimento Leite
Público: 15.129 pagantes
Renda: R$ 387.378,00
Cartões amarelos: Ariel Cabral (CRU); Mayke, Tchê Tchê, Dudu e Willian (PAL)  


 
Fontes: Gazeta Esportiva/Globo.com
Fotos: Internet
Vídeo: YouTube

 


Mais Esportes >

Leia Também

PUBLICIDADE