Tabelinha.com

Tabelinha.com

tabelinha-com

Por: Weltthon de Oliveira

Diretor Presidente da Cerrado e Marketing Esportivo

Ahaaaa! Por essa
você com certeza
não sabia

Números e fatos expressivos contabilizados para o ranking dos resultados apresentados durante a realização da VII Copa Serra Dourada de Futebol de Novo Brasil 2018.

Até a grande final, quando definirá o grande vitorioso da competição, foram marcados 122 gols (3,2 por partida), nos 38 jogos realizados a bola rolou durante 3.420 minutos.

A equipe do Vila Boa da Cidade de Goiás, conquistou 7 vitórias, 1 empate, 1 derrota e sofreu apenas 8 gols. Com esses números o Queixada Furioso termina o campeonato com a notável proeza de ter a defesa menos vazada.

Enquanto o time do Novo Brasil, com 6 vitórias, 4 empates, 23 gols marcados, o Tatu Atômico arrebentou na competição com o melhor ataque.

Curiosidades:

Caso o apito final do tempo regulamentar e da prorrogação o resultado termine empatado, será a segunda decisão por pênaltis na história da copa. A primeira, aconteceu em 2016, entre o time do Comercial de Firminópolis e o Independente de Fazenda Nova, quando a equipe firminopolina saiu-se melhor nas penalidades e venceu o seu adversário pelo resultado de 4 X 3.

Outro fato curioso é que, o Novo Brasil, também pode se tornar o segundo time campeão invicto da copa. O primeiro, foi a Associação Tupy de Jussara, em 2017.

O treinador Wilton José Barbosa (Biriba) pode se tornar o primeiro desportista bicampeão da Copa Serra Dourada: em 2016, atuando como jogador meia armador pela equipe do Comercial de Firminópolis e, atualmente, como treinador do Novo Brasil.

Não menos diferente aconteceu com o seu colega César Caiado de Castro (Zecão), atualmente no comando da equipe do Vila Boa, nas décadas de 80 e 90 atuou como consagrado goleiro.

Estatística I:

Novo Brasil e Vila Boa já se enfrentaram três vezes pela Copa Serra Dourada.

Em 2017, pela fase classificatória, o Novo Brasil venceu por 3 a 1.

Em 2018, também pela primeira fase, o Novo Brasil venceu por 1 a Zero, com gol de Jazimar.

Ainda em 2018, o primeiro jogo da decisão, terminou empatado em 1 a 1, gols de João Lucas, para o Queixada e Márcio Júnior, para o Tatu.

Estatística II:

Dentre os participantes da Copa Serra Dourada 2018, o município de Fazenda Nova foi o que mais vezes decidiu a competição: Vice em 1999, campeão em 2001 e novamente vice em 2016.

Firminópolis esteve em duas finais: Campeão em 2016 e vice em 2017.

Montes Claros também foi finalista por duas vezes:  Campeão em 1999 e vice em 2000.

Britânia, Itapirapuã e Tupy de Jussara, estiveram uma vez cada, em uma decisão.

Britânia foi campeão em 2000, Itapirapuã campeão em 2002 e o Tupy campeão em 2017.

Dúvidas e Tendências:

O zagueiro do Vila Boa, João Lucas é tido como ausência certa para o jogo decisivo Devido a uma lesão muscular na coxa, dificilmente estará à disposição do Técnico Zecão.

Em se confirmando a ausência de João Lucas, a tendência é que, o treinador Zecão, escale Diogo para jogar ao lado de Vitor no miolo da zaga.

Outro provável desfalque para o jogo final, será o meia atacante Júnior Suiça do Novo Brasil, que se encontra em fase de tratamento intensivo para se recuperar de uma contusão no tornozelo. Por via das dúvidas, sua participação só será definida momentos antes da partida.

Caso Júnior Suiça não esteja em condições de jogar, o treinador Biriba, poderá definir o seu esquema tático com Magno na lateral direita e Jazimar ficaria na meia.

Outra opção que não está descartada, será escalar Alex Júnior para atuar na meia. Nesse caso, Magno entraria na lateral direita, Jazimar iria para a cabeça de área e Hortêncio Neto passaria para a lateral esquerda ou colocaria Márcio Júnior na direita. Vamos esperar pra ver a melhor decisão do técnico Biriba.

 

Por, Weltthon de Oliveira